Arquivo da tag: Balão intragástrico; obesidade; emagrecer

Você sabe porque deve comer de 3 em 3 horas?

Olá pessoal!

Achei uma figura muito legal que me ajudará a explicar para vocês como funciona o gasto energético e por que devemos comer de 3 em 3 horas… O cálculo da necessidade diária de energia é feito com uma fórmula um pouco complexa mas o fato que consiste no metabolismo basal, gasto energético oriundo da alimentação e das atividades físicas diárias!

 

O gasto energético diário divide-se assim: Divisão de gasto calórico

  • 60 – 70% é proveniente do metabolismo basal em repouso ou seja energia que gastamos sem ao menos nos mexer… Energia para respirarmos, pensarmos, coração bater, etc…
  • 15- 20% vem das atividades físicas feitas durante o dia!!! O mais impressionante é que 70 % da energia gasta com a atividade física são das atividades corriqueiras, como subir escadas, andar de lá para cá, mudar o canal da TV sem o controle, etc… e 30 % das atividades programadas.
  • 8 – 10% são resultantes da digestão, do ato de se alimentar e da digestão dos alimentos…

Taí a razão de comer de 3 em 3 horas, assim podemos otimizar essa porção de gasto energético, sabendo que a digestão gasta , se comermos 1 Kg de uma vez a digestão é lenta e o gasto é menor, se nos alimentamos várias vezes ao dia, a digestão é constantemente feita assim com gasto praticamente contínuo…

Além disso é claro que ao fracionarmos alimentações, ingerimos menor quantidade pois aquela fome monstruosa não chega!!! Na minha opinião que se preocupa em comer de 3 em 3 horas também se preocupa com a qualidade de sua alimentação e consequentemente com sua saúde.

Esse é o tipo de paciente que tem sucesso com qualquer método de emagrecimento…

Todos sabem que a minha preferência é o balão intragástrico, já que é o meu dia a dia , meu projeto de pesquisa de mestrado e certamente um dos melhores tratamentos existentes, e tudo isso que falei é facilitado pelo uso desse acessório!!

É claro que existem estratégias, onde usamos outras frequências alimentares e alguns casos até o jejum, mas o feijão com arroz é sim comer de 3 em 3 horas e fazer exercícios.

Os exercícios impedem que a insulina armazene a energia como gordura e fazendo um armazenamento preferencialmente em glicogênio muscular!!! Espero que tenham gostado desse post simples e objetivo!!

Não deixem de curtir minha fanpage: http://www.facebook.com/drsergiobarrichello

Fígado de boi… Comer ou não comer?

Figado de boiO fígado de boi é um  prato extremamente saboroso e apreciado no Brasil e principalmente na Europa.
Além de agradar o paladar, esse alimento carrega consigo inúmeros nutrientes muito importante para a saúde do ser humano.
Vitaminas A, B12, B5, B6 e C, folato (ácido fólico), riboflavina, selênio, cobre e zinco , estão presentes na iguaria. A grande quantidade de proteínas da iguaria também é qualidade marcante.
Todos esses predicados auxiliam na imunidade, prevenção de doenças devido ao grande potencial antioxidante, oferece um grande aporte de aminoácidos e minerais que também colaboram para a melhora de processos inflamatórios do organismo.

É evidente que apesar de termos todas essas qualidades, o fígado de boi, tal como outras vísceras, devem ser consumidas com parcimônia , já que possuem toxinas oriundas de pesticidas, hormônios e remédios ingeridos pelo animal durante sua vida.
Além disso a grande quantidade de colesterol e gorduras saturadas o que além dos malefícios já conhecidos pode também engordar. A grande quantidade de aminoácidos principalmente os derivados da purina, podem aumentar bastante o ácido úrico.

Como médico gastroentelogista e especialista em emagrecimento , sugiro a ingesta ocasional desse alimento, mesmo para os pacientes pós cirurgia bariátrica, os cuidados com a frequência devem ser levados em consideração.
As vezes pensamos que devido a grande quantidade de ferro do Fígado de boi, isso resolveria a anemia … Creio ser melhor usar esse alimento pelo prazer de comer e fazer as suplementações que sejam necessárias com preparados farmacêuticos ou alternativas alimentares.

Grande abraço,

Dr. Sérgio Barrichello

http://www.facebook.com/drsergiobarrichello

Balão intragástrico: Mitos e Verdades com Dr. Sérgio Barrichello

 

  •  O que é o balão intragástrico?

 
O balão é uma esfera de silicone que é colocada no estômago do paciente por endoscopia e insuflada com liquido ou com ar. O balão está numa capsula bem apertada o que permitirá que passe pela garganta sem problemas.

  • Qual é o melhor balão, o de ar ou de líquido?

 
Após alguns anos de experiência e de relatos de literatura e colegas médicos, chegamos a conclusão que o balão preenchido com líquidos é mais efetivo e seguro. Junto com o liquido é colocado um corante chamado azul de metileno que tinge a urina caso haja algum vazamento, alertando a equipe para troca ou retirada do acessório, isso não ocorre com o balão preenchido com ar, já que não teríamos nenhum marcador para nos avisar se vazou ou não… Além disso o peso do liquido promove uma sensação de saciedade mais intensa no paciente e relatos mostram que a diminuição do apetite também é mais marcante, o que otimiza o tratamento.

  •  Para quem está indicado o balão?

 
O balão esta indicado para pessoas com IMC acima de 27, ou seja, pessoas que estão 12 , 15 Kg acima do peso já são candidatas a passagem do balão. A indicação desse tratamento não esta limitada a super obesos como pacientes pré cirurgia bariátrica , ou pacientes com IMC naior que 30. Hoje a maior parte dos pacientes tem IMC de 27 a 32.

  •  O balão poderá estourar?

 
Quando falamos estourar logo pensamos em uma explosão… Isso não acontece a não ser com um impacto muito violento, mas nesse caso certamente existirão lesões graves em todo o corpo, sendo o balão uma preocupação secundária. O que pode ocorrer é um vazamento ocorrido principalmente devido a um defeito de fabricação, caso isso aconteça é só nos comunicar que será procedida a troca do balão se estiver ainda no período de garantia dos fabricantes que gira em torno de 6 meses.

  • Se vazar é uma emergência?

 
Na realidade não se trata de uma emergência e sim uma urgência . Imagine que caso vaze isso acontecerá por um pequeno furo e o tempo para que se esvazie por completo é muito longo na maioria dos casos. Portanto se você fez o procedimento com um profissional responsável, assim que você reparar a mudança na coloração da urina, entre em contato com o médico ou sua equipe, que a troca será agendada precocemente mas sem medo ou desespero !

  • Quais os riscos do tratamento com o balão intragástrico?

 
Esse é um procedimento muito seguro com taxas de complicações baixíssimas… O balão existe a mais de 20 anos, portanto a literatura nos mostra casos dos mais diversos e com gravidades variáveis. Existem relatos de lesões sérias no trato gastrointestinal como perfurações que levaram a cirurgias, complicações na anestesia, etc… O que ocorre é que durante esse tempo o material do balão, assim como sua forma, os acessórios dedicados a esse procedimento e principalmente os médicos evoluíram muito! Hoje praticamente não existe relatos de complicações maiores, aqui em São Paulo são passados centenas de balões por mês e as complicações relatadas são as já bastante conhecidas como o mal estar nos primeiros dias pós procedimento…

  • Se furar pode migrar para o intestino?

 
Na realidade sim, entretanto com o balão de líquido é muito difícil , já que logo o fato é detectado devido a coloração da urina e esse balão é retirado ou trocado… Se migrar na maioria dos casos é necessário cirurgia.

  • E a anestesia?

 
A colocação geralmente é feita com sedação muito próximo da que é usada em endoscopia nos laboratórios comuns… A retirada recomenda-se fazer com uma anestesia um pouco mais pesada e com proteção de vias aéreas, isso significa que você terá algum acessório que proteja seu pulmão contra aspiração do conteúdo sujo que vem junto quando retiramos o balão. Isso é muito importante pois além de facilitar a para a equipe, dá uma segurança muito maior ao paciente, evitando possíveis pneumonias aspirativas e intercorrências durante o procedimento… A segurança do paciente vêem em primeiro lugar, e complicar o que é super simples não vale, né?! Assim a retirada é feita em cerca de 15 minutos e como a colocação o paciente vai embora para sua casa em poucas horas.

  •  Onde é colocado o balão intragástrico?

Não há duvidas que o ambiente hospitalar é o mais indicado… A presença de um médico anestesista é fundamental! Como dissemos antes: para que complicar o que é extremamente simples, né?!! Fazer em clinicas que tenham o suporte necessário não contraindica o procedimento.

  • Como escolher o profissional?

 
É extremamente importante que o médico tenha o título de especialista da Sociedade Brasileira de Endoscopia ( SOBED), pois só ele pode freqüentar o curso que é recomendado para todos os médicos endoscopistas que desejam fazer o procedimento. Outra coisa muito importante é que o médico seja acessível, ou seja, quando você ligar ele atenda! Ser líder de uma equipe multidiciplinar com nutricionista, psicólogo, preparador físico, também faz toda a diferença…

  •  A equipe multidiciplinar é importante?

 
É simplesmente fundamental!!! Sem ela o tratamento provavelmente não funcionará adequadamente!

  •   Posso ficar quanto tempo com o balão?

 
O fabricante dá garantia de 6 meses, portanto essa é a base do tratamento. Nada impede de prolongar um pouco mais, entretanto tudo deve ser decidido pelo médico e seu paciente!

  • Posso colocar outro balão após a retirada do primeiro?

 
Sim. Costumamos orientar 3 meses de repouso da mucosa gástrica para novo procedimento.

  •  Como é esse mal estar dos primeiros dias?

 
Geralmente inicia-se no dia logo após a passagem ou mesmo algumas horas após… Os sintomas mais comuns são náuseas, vômitos e dor de estômago. Eu sempre digo que 10% demonstram problemas intensos; 10% não sentem absolutamente nada; e 80% apresentam algumas náuseas e algum desconforto que são controlados com a medicação via oral preconizada para o Pós procedimento. Nada comparado com cirurgias e/ou afins.
Seguir as orientações e tomar as medicações corretamente faz toda a diferença!! A maioria dos pacientes que passam na quinta ou sexta-feira por exemplo, na segunda estão nas suas atividades normais! Alguns pacientes sentem-se cansados e desmotivados na primeira semana, justamente pela diminuição abrupta da dieta, isso melhora logo…

  • E os exercícios físicos?

 
Caminhadas são recomendadas já nos primeiros dias, mas atividades mais intensas é prudente recomeçar aos poucos e sempre depois da primeira semana que ainda mantém-se dieta líquida.

  • E durante o tratamento?

 
Os sintomas melhoram por completo na maioria dos casos logo após os primeiros 15 dias, entretanto, apesar de raro, alguns pacientes podem ter náuseas e desconfortos ocasionais durante a estada com o balão que são contornados quase em sua totalidade com medicações e modificações na dieta. A vida deve seguir normal, exercícios físicos, viagens e lazer devem ser estimulados. Qualquer sintoma alem do habitual deve ser comunicado ao seu médico…

  • O que posso esperar de perda de peso com o balão intragástrico?

 
Hoje podemos dizer que a média de perda é de 15 a 20% do peso corporal. Esses valores variam muito de acordo com a força de vontade do paciente e a disponibilidade que ele oferece para cuidar dele mesmo. Temos pacientes que perderam 40 Kg e outros que perderam 10!

  • E depois de retirar?

 
Após a retirada do balão você entrará numa fase de readaptação que deverá ser sempre acompanhada de perto por um nutricionista. Anatomicamente nada muda… Seu estômago devera estar do mesmo tamanho. O que muda é que você estará cerca de 20 Kg mais magra(o), se alimentando com qualidade e na quantidade necessária para se manter bem, suas roupas estarão 3 , 4 números menores, estara vivendo uma vida mais saudável, fazendo exercícios físicos regulares, a quantidade de gordura em seu corpo será menor, que ajudara na diminuição da ânsia de comer… Em fim, você estará magro ou próximo disso, basta viver como tal para manter-se magro por longos períodos!!! Nenhum método te garante uma manutenção permanente do peso! Nem mesmo a cirurgia bariátrica o pode fazer já que cerca de 10 a 15 % dos pacientes operados voltam a ser super obesos em torno de 5 anos… O que manterá o paciente magro é a força de vontade, reeducação alimentar e mudanças no estilo de vida!

Comentários:

 
O balão é um método muito seguro e efetivo. Não existe milagre há sim um equilíbrio entre ingesta alimentar e gasto de energia. É muito importante fazer o procedimento em seu tempo, naquele momento que se sinta preparado e esteja querendo verdadeiramente perder peso. Não é fácil mas vale a pena!!!

Assista uma entrevista dada na rede vida onde mostramos o balão cheio :   http://migre.me/69DJv

Telefone: 50521087

Grande abraço,
Dr. Sérgio A. Barrichello Jr.
Medico cirurgião geral
Endoscopista formado pelo HCFMUSP
Titulo de especialista pela Sociedade Brasileira de Endoscopia.

Dr. Thiago Souza
Médico Cirurgião geral
Endoscopista formado pelo HACFMUSP
Titulo de especialista pela sociedade Brasileira de endoscopia
Doutor em cirurgia do aparelho digestivo pelo HCFMUSP

Balão intragástrico

Venha conhecer nossa equipe. Profissionais experientes que darão as melhores condições para a sua perda de peso.

Os custos são baixos e o procedimento é realizado  em hospital sofisticado com todo o conforto e segurança.


quarto recepcao

Avaliação gratuita com o Dr. Mario Eduardo ( Endoscopista UNIFESP).

O valor do procedimento gira em 9000,00  incluíndo acompanhamento médico  especializado e a  melhor equipe nutricional de São Paulo.  Formas de pagamento facilitadas.

Tratamento endoscópico da obesidade.

Balão intragástrico.

Sabemos que a dificuldade para perder peso é enorme e para piorar algumas variáveis tornam essa tarefa um grande martírio! Entre essas variáveis podemos citar o envelhecimento, gestação, depressão, problemas articulares…

A obesidade é uma patologia crônica, multifatorial, com um contínuo aumento de incidência na maioria dos países do mundo.
O gasto com essa doença chega a cerca de 100 bilhões de dólares por ano nos EUA. Cerca de 50 % da população brasileira adulta apresenta problemas com o peso.

Em 1982 o Balão Intragástrico foi criado, mas em 1998 foi aperfeiçoado e amplamente aceito como um dos melhores métodos auxiliares no controle e na perda de peso.

O Balão Intragástrico ( BIB) é uma esfera de silicone preenchida com solução salina ( soro fisiológico) e corante. A intenção é induzir a saciedade precoce devido ao preenchimento de parte do estômago. A ocupação do espaço e a queda dos níveis de grelina ( hormônio estimulante do apetite), são as formas do BIB promover a perda de peso. O acessório é produzido com um material resistente, com ajuste para varias capacidades ( de 400 a 700 ml), sua superfície é lisa e sua válvula é radiopaca ( visível ao RX).
A colocação é feita por meio de endoscopia convencional sem necessidade de internações ou perda de dias de trabalho. O paciente não sente dor na colocação nem na retirada. Geralmente a permanência no hospital gira em torno de 3 horas.

Após cerca de 6 meses ele é retirado por endoscopia, preferencialmente em ambiente cirúrgico com o auxilio do anestesista.

Essa alternativa de tratamento é muito útil e apresenta excelentes resultados quando bem indicado e conduzido. O conceito mais correto do balão é que trata-se de um sistema de reeducação alimentar assistida, ou seja, um método onde o paciente recebe uma importante ajuda para junto com a orientação nutricional e mudanças de hábitos perder grande quantidade de peso.

A literatura mostra perdas em torno de 15 a 20% do peso inicial, mas sabemos que um paciente disciplinado nas mãos de uma boa equipe pode superar esses valores.

As indicações:

-Pacientes com sobrepeso, ou seja, precisa perder de 10 a 15 Kg para atingir seu objetivo;
– Pacientes com obesidade mórbida (IMC > 40), que apresentam contra-indicações cirúrgicas ou recusam-se a se submeter a cirurgia bariátrica;
– Pacientes super obesos com IMC > 50, como ponte para a cirurgia bariátrica;
– Pacientes com obesidade moderada ( IMC entre 30 e 35) e com doenças associadas .

Contra-indicações:
– Hérnia hiatal volumosa ( acima de 5 cm);
– Esofagite grave e/ou estenose esofágica;
– Ressecção gástrica prévia;
– Lesões potencialmente sangrantes como varizes ou úlceras em atividade;
– Tratamento crônico com anticoagulantes, corticosteróides ou antinflamatórios;
– Alcoolismo crônico;

As vantagens:

- Não há necessidade de cirurgia ou de uso de inibidores de apetite;
– Período de internação inferior a 6 horas na maioria dos casos;

- Não há necessidade de afastamento das atividades diárias;
– Não há sensação de “passar fome”;
– Não há restrições para realização de atividades físicas;
- Apresenta bons resultados rapidamente;

Inconvenientes:


A utilização desse método não é isento de riscos e efeitos colaterais. Alguns estudos relatam que uma grande parte dos pacientes podem apresentar sintomas como desconforto abdominal e náuseas nos primeiros dias após a colocação do balão que melhora progressivamente com o passar do tempo.

Acompanhamento:

O seguimento é feito pela equipe liderada pelo Dr. Sérgio Barrichello, endoscopista do HCFMUSP e médico do esporte, contamos ainda com a equipe nutricional mais experiente de São Paulo liderada pelo nutricionista que foi por anos “speaker” da Allergan , Gabriel Cairo Nunes. Para completar o quadro um time de psicólogos e educadores físicos nos dão suporte para atingirmos o sucesso.

Conclusão:

O que os candidatos a esse procedimento necessitam ter em mente que isoladamente os resultados podem não ser os esperados. A perda permanente de peso depende de vários fatores, entre eles, a mudanças dos hábitos alimentares e a prática frequente de exercícios físicos. Por isso um bom tratamento se dá junto a uma equipe especializada em perda de peso. Passar e retirar balão muitas vezes não é o suficiente para alcançar os objetivos propostos.

Por fim a experiência adquirida nos últimos anos, nos permite afirmar, que o balão é uma alternativa eficaz e segura que ajuda milhares de pessoas a obter uma vida saudável.

Curtam nossa Fange no facebook

http://www.facebook.com/HealthMeGerenciamentoDePerdaDePeso

Moema

AV. REPÚBLICA DO LÍBANO, 2123

F: (11) 50521087 – 50534596- 78707000

safpacientes@terra.com.br

Grande abraço,

Dr. Sérgio A. Barrichello Jr .

Endoscopista (FMUSP)

Dr. Thiago Souza.

Endoscopista (Professor FMUSP)

Dr. Mario Eduardo

Endoscopista (UNIFESP)

Mitos e verdades sobre o balão intragástrico:

http://migre.me/69DS4

Link para um vídeo institucional da inserção do balão:
http://migre.me/4x4y

Video da colocação do balão intragástrico:

http://migre.me/3Jusm

Retirada do balão

http://migre.me/3MSxn