Para evitar o reganho de peso é necessário entender sobre o assunto!!

Após a cirurgia bariátrica o paciente experimenta na maioria das vezes uma enorme perda de peso! Essa é uma grande oportunidade de adquirir hábitos saudáveis, mas nem sempre os operados aproveitam essa chance, seja por má orientação , excesso de confiança ou alguma outra razão.Essa é uma das maiores causas de falência do tratamento ou não alcance dos resultados almejados.

Quando a pessoa tem uma diminuição da ingesta de certos nutrientes e/ou a absorção deles está prejudicada, o organismo busca fontes alternativas de energia. Pode ocorrer o consumo da massa muscular como fonte de energia de maneira acelerada…

Quando isso acontece, uma importante alteração do metabolismo basal também ocorre, diminuindo gasto calórico em repouso ….

Quanto menos músculos, menos metabolismo, menor a perda de peso!

Assim quando o paciente apesar de operado, não muda adequadamente os hábitos alimentares , mantendo o consumo exagerado de alimentos calóricos com baixo teor de nutrientes , associado a pouca atividade física de resistência como a musculação , acaba tendo a propensão de reganho de peso.

O acompanhamento multidisciplinar e a atenção da equipe médica melhora muito a performance e os resultados do tratamento.

O reganho de peso é um fato cada vez mais frequente e a busca de soluções não para!

Grande abraço,

Dr. Sérgio Barrichello

Siga-me 
 

Balão reajustável… Maior controle da saciedade, maior o emagrecimento.

1-år-Spatz-ballon

Sabemos que uma das grandes missões dos métodos de emagrecimento é oferecer a saciedade ao paciente ou mesmo reduzir aquele apetite louco.

Muitas opções aparecem e desaparecem durante o passar dos anos, e o que está se perpetuando, sem dúvidas , são os métodos mais avançados e com algum grau de inviasibilidade, como as opções endoscópicas e cirúrgicas.

Dentre os mais conhecidos e eficientes métodos o balão Intragástrico se destaca, já que é endoscópico, ou seja, minimamente invasivo, não necessita de cortes ou internações, e apresenta resultados consistentes na perda de peso e reeducação alimentar.

Até o início desse ano (2015) , apenas próteses com período de permanência de 6 meses eram utilizadas no Brasil ,   a partir de agora temos a opção de uma nova prótese que pode permanecer por até um ano no estômago do paciente, permitindo um tratamento mais prolongado e com maior segurança .

Essa nova prótese possui outras vantagens além do tempo de permanência, é possível regular o volume do balão no meio do tratamento, isso traz uma nova perspectiva na estratégia do emagrecimento.

Alguns pacientes sentem a saciedade precoce que é muito intensa no início do tratamento, diminuir com com o passar dos meses, condição normal já que existe uma acomodação do balão e adaptação do estômago a presença do acessório, nesse período, apesar do balão continuar sendo uma grande ajuda, o paciente deve ter aderido bem a proposta da mudança de hábitos, para que a perda se mantenha firme! Com o balão reajustável, nesse momento é possível encher um pouco mais o acessório e devolver a saciedade ao paciente que sente-se seguro e estimulado a continuar no caminho certo.351552-ac7a9abc-4aba-11e4-930e-e515789c51be

Esse reajuste é simples e pode ser feito mais de uma vez. Trata-se também de um procedimento endocópico, sem cortes ou internações. Os pacientes entram e saem no mesmo dia do hospital.

Outra vantagem importante é o fato de que a intolerância ocasional com os balões tradicionais pode ser minimizada já que também podemos reduzir o tamanho do balão para o maior conforto do paciente, isso diminuirá os sintomas e a possível retirada precoce do balão poderá ser evitada.
Assista o vídeo e veja a diferença entre o balão reajustável e o de volume permanente.

Spatz Ballon in ISCARE Tschechien – YouTube

Dr. Sérgio Barrichello

Consultório: 11 26382098

@balao_gastrico

www.facebook.com/drsergiobarrichelloIMG_1333

Endoscopia Bariátrica – Emagrecimento mínimamente invasivo

Dia pós dia a humanidade engorda…

Desde o inicio dos tempos o homem alimentava-se apenas para sobreviver, e precisava de um tremendo esforço para conseguir o que comer.

A alimentação é culturalmente a forma de celebração e congregação mais comum e frequente entre as pessoas, talvez o número um da lista dos maiores prazeres da atualidade.

É sim comprovado cientificamente que comer proporciona um aumento nos níveis de hormônios relacionados ao bem estar, mas sabemos também que essa não é a única atividade que nos traz essas sensações . Certamente a oferta e a facilidade da obtenção dos alimentos, que devido a grande quantidade de gorduras e carboidratos tornam-se ainda mais irresistíveis, esse é a primeiro opção para comemorar, lamentar, sofrer, consolar e distrair!!

Assim a comunidade científica luta com todas as forças para amenizar o problema da obesidade que é sabidamente a doença que direta e indiretamente mais mata no mundo. E é nesse contexto que surge o termo Endoscopia Bariátrica.

Cunhado por grandes nomes da endoscopia nacional e internacional, esse novo conceito reúne técnicas e soluções minimamente invasivas para tratar a obesidade e as complicações que possam ocorrer dos métodos cirúrgicos para o tratamento dessa patologia.

Trata-se de uma opção endoscópica , ou seja, não cirúrgica de tratamento… Muitas coisas já chegaram por aqui, mas outras novidades interessantíssimas estão por chegar…

Inicialmente nós endoscopistas bariátricos somos capazes de resolver em muitos casos, problemas como migração do anel que frequentemente é usado nas cirurgias bariátricas, retirar bandas e anéis que inadvertidamente penetram parcialmente no estômago e causam sintomas expressivos e por vezes riscos fatais…

Além de tudo isso é possível fechar pertúitos formados ao acaso nas costuras cirúrgicas, os quais chamamos de fístulas, que também são potencialmente fatais…

Mas é claro que essa foi a parte de tratamento de complicações, mas as técnicas de emagrecimento são de fato o mais interessante para a maioria dos pacientes… Atualmente no Brasil o método ativo e com muito sucesso e segurança é o Balão intragástrico, método puramente endoscópico que consiste na colocação de uma esfera de silicone no estômago do paciente, ocupando grande parte do espaço, oferecendo saciedade precoce e auxiliando na reeducação alimentar.

A perda de peso, quando os cuidados são oferecidos por uma equipe multidiciplinar experiente pode chegar a valores enormes e resolver o problema da maioria dos pacientes.

Para as pessoas que fizeram a cirurgia bariátrica e voltaram a ganhar peso, existe a possibilidade de diminuir a passagem do estômago para o intestino ( anastomose) que algum tempo após a cirurgia pode alargar e dificultar a manutenção do peso. Para isso utilizamos o plasma de argônio que por endoscopia causa queimaduras programadas e consequente diminuição da anastomose (passagem), gastrointestinal e devolve a saciedade ao pacientes.

As novidades da endoscopia bariátrica…

A chegar temos outros modelos de balões, os que são reinsufláveis, os que usamos dois ou três ao mesmo tempo, os que tem formatos diferentes, em breve teremos todos a nossa disposição…

Muito interessante e com ótimos resultados a manga endoscópica é um acessório que por endoscopia é implantado no duodeno, parte inicial do intestino, é liberado da parte presa no bulbo duodenal , uma manga que cobre as paredes do intestino por cerca de 60 cm. Esse acessório simula um desvio no intestino, semelhante aos que são feitos na cirurgia bariátrica e faz com que aquele seguimento excluído não faça a absorção de nutrientes que proporcionam o ganho de peso… Por isso ajuda a ter um controle melhor do metabolismo do carboidrato beneficiando não só quem quer emagrecer mais também os pacientes diabéticos.

Atualmente somos capazes de diminuir o tamanho do estômago sem precisar cortá-lo…

Por endoscopia produzimos pregas internas na parede do órgão, reduzindo o espaço disponível para o armazenamento de alimentos, assim conseguimos a saciedade com pouco alimento fazendo com que o paciente perca grandes quantidades de peso.

Método seguro, que tem mostrado resultados excelentes e duradouros. Temos acesso a esse acessório em alguns países e logo poderemos oferecê-lo aos brasileiros.

Ainda experimental, mas com bons resultados, o uso da toxína botulínica é uma outra alternativa interessante. Injetada no estômago por endoscopia, é capaz de diminuir o esvaziamento gástrico e oferecer a saciedade ao paciente, além de que pode ser repetido periódicamente.

Estamos em um novo estágio do tratamento da obesidade. A elite da endoscopia brasileira esta participando ativamente dessa evolução, auxiliando com pesquisas aqui no Brasil e em vários países do mundo para o aprimoramento de técnicas para tratarmos a obesidade com mais eficiência e segurança.

Estamos em toda parte do mundo trabalhando em conjunto para oferecer o melhor aos brasileiros.

Aguardem

www.facebook.com/drsergiobarrichello

@balao_gastrico

#endoscopiabariátrica

#emagrecimento

#plasmadeargônio

#Balãointragástrico

#balãogástrico

#healthme

#drsergiobarrichello

Emagrecimento não convencional

Atualmente inúmeras formas de emagrecimento são utilizados ao redor do mundo!!

 Imagem

Entre ela as clássicas com dietas, exercícios físicos são as mais saudáveis e deveriam fazer parte de todas as outras! Nesse post falaremos sobre as estratégias menos convencionais.

 

Iniciaremos com a dieta da sonda nasogástrica! Nesse tipo de dieta é colocado no nariz do paciente um tubo de silicone que alcança a parte inicial do intestino , logo após o estômago. A intenção é injetar dieta pelo tubo e manter exclusivamente  essa alimentação por alguns dias. É uma dieta balanceada e de baixo valor calórico, entretanto não promove a reeducação alimentar, desistimula a mastigação e a digestão fisiológica. Os resultados podem ser bons em curto prazo mas inadequado a médio prazo.

Eu não proponho esse tipo de tratamento!

 

A tela de Marlex costurada na língua é outra solução proposta, a idéia é que algo na lingua do individuo diminua o sabor do alimento e dificulte a deglutição, fazendo com que a pessoa mantenha uma dieta pastosa.

 

Não necessáriamente a dieta pastosa vai emagrecer, mas o pior é que esse tipo de procedimento pode trazer riscos a saúde bucal , com chances de infecções e até mesmo amputação de língua!!

Não recomendo…rs!

 

Gastrostomia é uma abertura por onde sai um tubo na barriga da pessoa! Esse procedimento é feito por endoscopia , geralmente para pessoas debilitadas e idosos que não conseguem deglutir! Quando o paciente come abre-se a sonda e lava-se o estômago… Assim parte do alimento e dos nutrientes sai pela sonda!!

Existe chance de complicações na realização do procedimento endoscópico e o tipo de atitude reflete a fragilidade psicológica do canditado!!

Não recomendo.

 

Outra alternativa utilizada para pacientes super obesos com disturbios psicológicos importantes é a fixação da mandíbula com braquetes nos dentes, tipo aparelho dentário em cima e em baixo amarradas com fio de aço!!!

E ai encaram essa??

 

Além desses métodos existem alguns outros que em breve colocaremos no Blog!

 

Grande abraço e não deixem de curtir minha fanpage:

 

http://www.facebook.com/drsergiobarrichello

Nova chance para perda de peso em pacientes que fizeram cirurgia bariátrica

Plasma de argônio No mundo são realizadas  500 mil cirurgias bariátricas por ano, sendo que no Brasil esse numero é de cerca de 60 mil cirurgias/ ano. O fato é que mais de 20 % dos pacientes reganham o peso perdido após as cirurgias para a obesidade. Para eles foram desenvolvidos inúmeros procedimentos visando conter esse ganho de peso e também oferecer nova chance para que o paciente volte a perder. Apesar de todos os esforços as dificuldades para encontrar a solução ideal são grandes, e a técnica mais promissora e com resultados bastante satisfatórios é a ablação com plasma de argônio.

Quando ocorre o reganho de peso após a cirurgia para controle da obesidade, deve-se levar em consideração os reais motivos desse ganho, assim a ação da equipe multidiciplinar associado a intervenção endoscópica pode resolver o problema. Causas de ganho de peso pós cirurgia bariátrica: – Ingestão alimentar errada – Uso abusivo de álcool – Uso de alimentos hipercalóricos com baixo poder de saciedade – Sedentarismo – Dilatação do novo estômago; – Dilatação da passagem entre o estômago e o intestino, fazendo com que a comida passe direto não oferecendo mais a saciedade ao paciente. Para resolver esse problema surgiu um novo e excelente procedimento endoscópico.

Entre as setas azuis está a passagem entre o estômago e o intestino
Abaixo da segunda seta azul está a passagem entre o estômago e o intestino

Aplicação de Plasma de Argônio.   Esse é um procedimento endoscópico, realizado em regime ambulatorial que não necessita de internação.

A aplicação do argônio é feita ao redor da costura entre o estômago e o intestino ocasionando uma queimadura e quando essa lesão cicatriza ocorre uma retração da cicatriz diminuindo o seu diâmetro, devolvendo ao paciente a sensação de plenitude ou saciedade precoce que tinha logo após a cirurgia. O procedimento é realizado com toda segurança em ambiente adequado. Geralmente são 3 sessões com intervalo de 45 a 60 dias e o paciente já sente a diferença na primeira sessão , em alguns casos não necessitando do complemento. O retorno após a primeira aplicação deve ser mensal.

Evolução do tratamento
Evolução do tratamento

Os resultados com esta terapia têm se mostrado promissores, com perda de peso em torno de 20% do peso inicial.

Pacientes sem o acompanhamento multidisciplinar podem não alcançar os resultados esperados.

Custo baixo e resultados importantes na volta da perda de peso em pacientes já operados.

Entre em contato conosco e conheça todas as alternativas de emagrecimento, custos , parcelamentos, etc…

 11 26382098

Facebook:  www.facebook.com/drsergiobarrichello

Instagram: @balao_gastrico

Grande abraço,

Dr. Sergio Barrichello

SAÚDE DO INTESTINO: PREBIÓTICOS, PROBIÓTICOS E SIMBIÓTICOS

Excelente exposição!

Nutrólogo Dr. André Veinert

O intestino é o segundo maior órgão em área de superfície (cerca de 250m²) e é a principal zona de contato e defesa a agentes externos como água, nutrientes, bactérias, vírus, toxinas e etc. Possui cerca 100.000.000.000.000 de bactérias (isto mesmo, cem trilhões!!!!) de 500 a 100 espécies diferentes e todas em equilíbrio para manter a microbiota (flora intestinal) saudável. Dentre as funções desta microbiota podemos destacar a melhora da biodisponibilidade de alguns nutrientes, fornecimento de novos nutrientes e remover substâncias nocivas e outros compostos não benéficos.

Dentre as classes de alimentos que estão diretamente ligadas à saúde do intestino podemos destacar 2 classes importantíssimas para a manutenção deste equilíbrio: os prebióticos e os probióticos

Prebióticos são componentes alimentares não digeríveis que afetam beneficamente o hospedeiro, por estimularem seletivamente a proliferação ou atividade de populações de bactérias benéficas no cólon. Adicionalmente, o prebiótico pode inibir a multiplicação de patógenos, garantindo benefícios adicionais à…

Ver o post original 234 mais palavras

Cigarro e câncer do esôfago e estômago

Imagem

Todos nós conhecemos os inúmeros malefícios causados pelo uso do tabaco.

A cerca de duas décadas fumar era um hábito socialmente bem aceito e até mesmo estimulado pelos meios de comunicação.

Ao longo dos anos surgiram evidências  mostrando o real potencial deletério do cigarro, relacionando-o  não só com o câncer de pulmão e enfisema pulmonar , como também ao câncer de bexiga e cólon.

A inalação da fumaça associado aos efeitos sistêmicos da nicotina ocasiona danos a mucosa ( parte mais interna do aparelho digestivo), do trato digestivo superior,  esôfago, estômago e duodeno.

Inicialmente o cigarro promove um relaxamento do esfíncter inferior do esôfago ( musculo que fica entre o esôfago e o estômago),  ocasionando um aumento da probabilidade de refluxo do conteúdo gastroduodenal para o esôfago. Isso causa azia, esofagite, além de colaborar para aumentar o risco de câncer esofágico.

Outro fato importante é que a nicotina e seus metabólitos aumentam o potencial de mutação das células sendo outra situação que aumenta o risco de câncer do trato gastroinstinal. Portanto já é bem estabelecido que o cigarro aumenta as chances do individuo ter câncer de esôfago e estômago, além dos outros órgão já sabidamente envolvidos.

Alguns estudos mostram que os efeitos lesivos principalmente ao esôfago permanecem por até 20 anos após o fim do uso de cigarros.

Cigarro com Câncer

Além do risco aumentado de câncer, os tabagistas estão sujeitos a maior incidência de úlceras e gastrites.

A nicotina  acarreta aumento da secreção ácida no estômago,  e existe uma relação com a bactéria H.pylori aumentando o potencial lesivo da bactéria. Observamos também a diminuição de alguns fatores protetores como o fluxo sanguíneo da região, a produção de prostaglandinas e muco.

Imagem

Já foram comprovaram todas as evidências lesivas do cigarro, e o poder público, através de leis e taxações às empresas fabricantes do produto, estão conseguindo diminuir o consumo de cigarro e certamente a médio prazo teremos uma sensível diminuição das  inúmeras doenças relacionadas  ao tabagismo.

Fumar mata!

Grande abraço,

Dr. Sérgio Barrichello

http://www.facebook.com/drsergiobarrichello

Especialista em emagrecimento, gastroenterologista, cirurgião geral e endoscopista

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 44 outros seguidores